CAMPANHA DE COLETA DE LIXO ELETRÔNICO EM SEU BAIRRO

Seu bairro não realiza o descarte de lixo eletrônico? Os equipamentos eletrônicos dos moradores do seu prédio são jogados com outros resíduos? Não se preocupe, a Recycare pode ser sua parceira em seu evento comunitário. Disponibilizamos coletores, banners e retiramos todo o material coletado no mesmo dia.

 

Obrigatório

Obrigatório

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

AGENDE UMA VISITA

Conheça nossa campanha comunitária, consulte-nos.

RECYCARE: SUA PARCEIRA

Não faz sentido ser uma empresa de reciclagem de eletrônicos e não compartilhar, por essa razão realizamos parcerias com Associações, empresas, ONGs e pessoas para a realização de ações para o descarte correto do lixo eletrônico.

Disponibilizamos, banners para divulgação no local, materiais impressos, e pessoal para organização do material coletado, ao final do evento retiramos todo o lixo eletrônico e equipamentos para o tratamento adequado em nossa empresa. Empresas de tecnologia, associações de bairro, eventos de sustentabilidade e ações sociais fazem parte de nossa agenda anual de parcerias. Entre em contato e seja um parceiro da Recycare e do meio ambiente.

 

COLETOR 100% SUSTENTÁVEL

Desenvolvemos um coletor 100% sustentável produzido a partir de materiais descartados. O PEV (Posto de Entrega voluntária) fica disponível em seu evento.

O QUE COLETAMOS GRATUITAMENTE

Linha Marrom

Monitores e TVs de LCD, plasma, LED, áudio, projetores, filmadoras, aparelhos de VHS, DVD, Blu-ray, aparelhos de som, home theaters...

Linha Azul

Batedeiras, secadores de cabelo, liquidificadores, ferros elétricos, furadeiras, multiprocessadoras, aquecedores, aspiradores de pó, cafeteiras, centrífugas, máquinas de costura, máquinas de escrever, microondas, torradeiras, vaporizadores, ventiladores de mesa, ventiladores de chão, video games, videokês, agendas eletrônicas, barbeadores, calculadoras, câmeras fotográficas digitais,  microfones, fones de ouvido...

Linha Verde

Computadores Desktops, notebooks, periféricos, tablets, impressoras, celulares, secretárias eletrônicas, fax, telefonia, placas de circuito integrado, reatores, fios e cabos de energia, discos rígidos, fitas de backup, copiadoras, gravadores e reprodutores de DVD, monitores de lcd, plotters, scanners, terminais de caixa, terminais inteligentes, thin clients, unidades de armazenamento externo, cartuchos de tinta, toners, celulares, acessórios, mídias, PABX, modems, MP3 players, iPods, netbooks, roteadores, smartphones, teclados...

Livros, LPs, HQs...

Livros, revistas, HQs, Cds e DVDs, Fitas VHS, LPs de vinil, Video Lasers, Jogos de Videogame (cartuchos)...

POR QUE COLETAR?

Mais de 1,5 milhão de toneladas de lixo eletrônico são despejados em lixões no país todo ano

O Brasil é o maior produtor de e-lixo da América Latina, segundo estudo na ONU (Organização das Nações Unidas) produzimos em 2016 mais de 1,5 milhão de toneladas de lixo tecnológico, ou seja 2,7kg de lixo por habitante. O problema maior é que a maior parte desses produtos contém metais pesados como: cádmio, arsênio, cromo, mercúrio, chumbo...  e são jogados no lixo comum criando diversos problemas de contaminação ao meio ambiente e a nossa saúde.

A Lei PNRS nº 12.305/2010

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei nº 12.305 de 2 de agosto de 2010, é uma Lei que rege diversos mecanismos que podem minimizar os impactos negativos dos produtos colocados no mercado através de consumidores e fabricantes, prevê que aquele que coloca em risco o meio ambiente durante o processo de produção por ele adotado deve se responsabilizar pelos custos decorrentes da necessária proteção, revelando-se, sua dimensão preventiva através da logística reversa.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

1. Qual a condição para a retirada gratuita de lixo eletrônico?

Realizamos a retirada gratuita de produtos da linha marrom (Monitores e TVs de LCD, plasma, LED, áudio, projetores, filmadoras...) da linha Azul (video games, videokês, agendas eletrônicas, barbeadores, calculadoras, câmeras fotográficas digitais,  microfones, fones de ouvido...) e linha verde (Computadores Desktops, notebooks, periféricos, tablets, impressoras, celulares, secretárias eletrônicas, fax, telefonia, placas de circuito integrado, reatores, fios e cabos de energia, discos rígidos...) de forma gratuita após análise do material a ser coletado e região. Programamos nossa logistica para atender o máximo possível de pessoas onde atuamos.

 

2. Porquê a Recycare cobra a retirada da Linha Branca (refrigeradores, fogões, máquinas de lavar...)

Quando realizamos a retirada de materiais de maior volume precisamos disponibilizar veículos maiores e maior tempo para a coleta. O valor da reciclagem não cobre nossos custos. O valor cobrado não traz lucro, mas cobre as despesas com a coleta.

 

3. A Recycare pratica o reuso?

Sim. Materiais que estão em condição de reuso são preparados para venda. Cerca de 10% a 18% de todo material coletado tem condições de reuso. Sem o reuso seria impossível manter qualquer negócio de lixo eletrônico em nosso país.

 

4. O que acontece com os eletrônicos retirados pela Recycare?

Nada se perde na reciclagem. Gerenciamos o lixo para que cerca de 100% de todo equipamento coletado seja reaproveitado, reincorporado ao ciclo produtivo e praticamos o reuso, dentro e fora de nossa empresa. Trabalhamos de forma sistemática, coletas programadas e envio de resíduos ao processador (destinação final) semanalmente.

 

5. Qual maior benefício da Reciclagem?

No meio ambiente, a reciclagem e a reutilização podem reduzir a acumulação progressiva de resíduos, evitando a produção de novos materiais, como por exemplo o papel, que exigiria o corte de mais árvores, com emissões de gases como metano e gás carbônico, consumo de energia, agressões ao solo, ar e água, entre outros tantos fatores negativos. No aspecto econômico a reciclagem contribui para o uso mais racional dos recursos naturais e a reposição daqueles recursos que são passíveis de reaproveitamento. No âmbito social, a reciclagem não só proporciona melhor qualidade de vida para as pessoas, através da preservação das condições ambientais, como também gera muitos postos de trabalho e rendimento para pessoas que vivem nas camadas mais pobres.

O QUE É LIXO ELETRÔNICO

Também conhecido como lixo eletrônico, sucata digital, resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos. Ele tipo de resíduo inclui computadores, equipamentos de escritório, produtos de consumo, eletrodomésticos... Resumindo, tudo o que funciona com eletricidade, que você provavelmente não vai usar nunca mais é lixo eletrônico.

Esse tipo de resíduo deve ser gerenciado, pois descartado de forma incorreta pode causar graves problemas de saúde e poluição ao meio ambiente.

 

Alguns resíduos eletrônicos contêm materiais perigosos, dependendo da condição e da densidade. O conteúdo perigoso desses materiais representa uma ameaça à saúde humana e ao meio ambiente.

Inovações tecnológicas, obsolescência programada combinadas com a migração de tecnologias analógicas para digitais tem alimentado o aumento de e-lixo. Um exemplo é a mudança nos monitores e televisores de CRT (Cathodic Ray Tube), em inglês, sigla de (Tubo de raios catódicos) para os monitores de tela plana como o LCD (tela de cristal líquido) ou outras tecnologias.

O lixo eletrônico não é biodegradável e pode contaminar a terra, o ar e a água. O processamento informal de resíduos eletrônicos tem numerosos impactos ambientais e pode ter um impacto significativo na saúde humana.

 

 

Sucata Digital Youtube Sucata Digital twitter Sucata Digital Google Plus Sucata Digital Facebook

Recycare Sucata Digital

Fone: (11) 4930-2076

atendimento@recycare.com.br

www.recycare.com.br

Rua Wenceslau Brás, 174

09715-350, Centro

São Bernardo do Campo, SP

 

Desenvolvido por: Kaleydoscope AG

O QUE COLETAMOS GRATUITAMENTE
POR QUE COLETAR?
A Lei PNRS nº 12.305/2010
DÚVIDAS FREQUENTES
O QUE É LIXO ELETRÔNICO
Sucata Digital Youtube Sucata Digital twitter Sucata Digital Google Plus Sucata Digital Facebook
O QUE COLETAMOS GRATUITAMENTE
POR QUE COLETAR?
A Lei PNRS nº 12.305/2010
DÚVIDAS FREQUENTES
O QUE É LIXO ELETRÔNICO